COMUNICADO IMPORTANTE

É com grande satisfação que comunicamos que a Regenera Medicina Veterinária Avançada, conseguiu um marco histórico ao obter a APROVAÇÃO DO PRIMEIRO REGISTRO DE PRODUTO BRASILEIRO A BASE DE CÉLULAS-TRONCO MESENQUIMAIS NA MEDICINA VETERINÁRIA.

O produto CaniStem está aprovado para tratar as doenças: Osteoartrose, Ceratoconjuntivite Seca e Sequela Neurológica de Cinomose.

Como é de conhecimento de todos, a Regenera Medicina Veterinária Avançada vem por anos buscando junto ao Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (MAPA), a normatização da utilização da terapia com Células-Tronco na Medicina Veterinária. Foram anos de dedicação que hoje podem ser traduzidos em uma nova era para o exercício da Medicina Veterinária Regenerativa.

Agradecemos a todos que contribuíram pra este grande feito!

CONTATO

Onde nos encontrar:

Rua Baguaçu, 26 – Alphaville Empresarial
Edifício Business Center II – Sala 101
Campinas, São Paulo, Brasil

SIGA-NOS

INSCREVA-SE AGORA

Telefones:
+55 (19) 3262-2002 / 3327-2392

+11 (19) 98355-5003 

© 2020 by Regenera Stem Cells All Right Reserved

Cearense recebe prêmio nos EUA

Updated: Jan 24





O cearense Alexander Birbrair, 28, irá receber o prêmio Gordon A. Melson Outstanding Doctoral Student Award 2014/2015, que prestigia o aluno de doutorado com maior destaque em produtividade de pesquisa e qualidade. O cearense descobriu o mecanismo que contribui para o acúmulo de gordura nos músculos. A cerimônia será realizada dia 17 de maio e o cearense receberá uma placa celebrativa em seu nome e US$ 500.

A pesquisa de Alexander, que é biomédico, revelou que as células-tronco que estão associadas aos vasos sanguíneos podem fabricar tanto células de gordura quanto células musculares. Essas células-tronco são chamadas de pericitos. De acordo com o cearense não se pode confirmar que elas são as únicas responsáveis pelo processo de substituição de músculo por gordura.

Porém, é possível dizer que elas têm papel fundamental no processo.

Os pericitos se dividem em dois tipos. O tipo 1 é o que produz somente células de gordura, e o tipo 2 fabrica células musculares. A pesquisa foi feita in vitro e depois testada em experimentos com camundongos. Quando as células do tipo 2 foram injetadas no músculo danificado dos animais jovens e saudáveis, houve regeneração do músculo.

A gordura é mais presente no músculo esquelético de idosos, obesos, diabéticos e pessoas com distrofia muscular. De acordo com Alexander, o músculo fica mais fraco e vai atrofiando, o que reduz a mobilidade da pessoa e afeta a qualidade de vida.

Uma simulação foi feita durante o estudo para saber o que acontece com pessoas obesas ou com distrofia muscular. Foi observado que após a injeção de pericitos do tipo 1 (que produzem células de gordura), em outro grupo de camundongos que receberam determinada substância, os músculos dos animais formaram mais gordura.

O biomédico passou a infância e a adolescência em Fortaleza. Formou-se em Biomedicina pela Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC), em Ilhéus na Bahia e foi convidado a fazer doutorado nos EUA. Atualmente ele realiza pesquisas com células-tronco no Albert Einstein College of Medicine, em Nova York. (Lérida Freire)

Fonte: http://www.opovo.com.br/app/opovo/cienciaesaude/2015/05/02/noticiasjornalcienciaesaude,3431013/cearense-recebe-premio-nos-eua.shtml